sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Info Management Conference - Em jeito de resumo



Conseguimos juntar pessoas de diferentes contextos, mas todas ligadas à Gestão de Informação ou à Gestão do Conhecimento. Quem assistiu, saiu satisfeito sobretudo com a qualidade dos oradores e a actualidade e interesse dos temas apresentados. 

O primeiro orador foi Agostinho Abrunhosa que apresentou o caso Lusa e os desafios de implementação de um sistema de informação core em pleno andamento. Fica-me na memória a analogia : Construir/Implementar um sistema de informação numa organização é como construir um avião pleno voo. As empresas não param, a informação também não. 

Seguiu-se Luis Bettencourt Moniz com a explicação da relação entre o Business Analytics e a Gestão de Informação. Focou a necessidade de olharmos para a informação e entender como é que este pode servir o nosso negócio. Terminou com a frase de Peter Druker "What get´s mesured, get´s managed" ao que ele ainda acrescentou "o que é medido é também melhorado".




Terminámos a primeira parte com Rui Fonseca, que, com a sua brilhante apresentação, nos falou de uma das iniciativas da Sonae em termos de Gestão de Informação. Falou-nos de Gestão Documental, tema mais que recorrente nestes eventos (fazem-se até eventos apenas sobre esse tema), mas de um sistema de Gestão Documental totalmente desenhado para satisfazer objectivos estratégicos da Sonae, não para simplesmente "armazenar" documentos. De tal forma interessante, foi duplamente premiado em pelo KOFAX transform Awards nos últimos 2 anos. Mas de tudo o que falou captou-me a atenção o seguinte "Como conseguir passar o conhecimento de um mestre pasteleiro de Bragança, top de vendas com seu bolo rei, para o mestre pasteleiro de Faro que não consegue tamanho record?". As palavras não foram estas, mas o sentido foi claro: como transmitir de forma eficiente o conhecimento de um mestre para outro. Todos os que cozinham (eu adoro cozinhar) sabem que não basta ter a receita... que o nosso bolo, nunca fica igual ao da avó, mesmo que tenha sido ela a escrever a receita.




Na segunda parte, recebemos Adriana Pereira, recem mestre de Ciência de Informação que nos veio falar da sua tese. Adriana Pereira foi identificada pela Academic Advisor da Information Management Conference, a Prof. Manuela Pinto, como uma das alunas com o trabalho de mestrado mais relevante. De acordo com a apresentação da Adriana, o seu trabalho identificou diversas melhorias num dos sistemas de informação mais utilizados na Universidade do Porto, o Sigarra.



Fechamos com o nosso Keynote Speaker, Paul Corney, que nos veio falar da sua viagem pela Gestão do Conhecimento, de iniciativas que acontecem fora de Portugal, do que provavelmente irá acontecer nos próximos anos, mas falou-nos também de como provavelmente, Portugal foi o pioneiro na Gestão de Conhecimento. Foi na gloriosa época dos Descobrimentos, com a escola de Sagres, onde marinheiros se reuniam para trocar informação e conhecimento das suas viagens naúticas.  Paul com seu charme britânico, cativou toda a plateia e deixou-se inquietos, com vontade de fazer mais nas nossas organizações.


Slide 28 - Apresentação Paul Corney (Fonte: Info Management Conf 2014 - KeynotePaulCorney)
Seguiram-se as questões. A Ana Neves colocou duas questões, uma delas com uma resposta surpreendente. Vejam mais no seu blog KMOL : Reflexões sobre a Info Management Conference.

Fica aqui o link para todas as apresentações, aproveitem, aprendam e partilhem.